07 janeiro 2013

Criação de marca – Saiba como fortalecer o seu negócio

Vou começar este post com uma frase que eu citei ontem para uma cliente que solicitou uma criação de marca e que me inspirou a escrever esse texto “é preciso ter uma boa roupa para apresentar-se bem”.

O que você entende por marca?

Muitos acham que a marca hoje é apenas uma “marca”. Não, pelo contrário, a marca hoje é a principal engrenagem do avião, ou seja, é o principal elemento de sua organização/empresa para garantir uma boa decolagem. Hoje a marca é base de qualquer negócio, seja em qualquer atividade, em qualquer lugar. Uma boa marca é significado de uma visibilidade ampla, é o elemento simbólico que vai representar sua organização/negócio e que vai atrair seu público alvo/consumidor.

Costumo dizer que a marca é um parque de diversões, onde a brincadeira envolve os produtos/serviço que sua organização/empresa vende. O consumidor come, compra, digeri, aquilo que vê. O público alvo de cada area comercial hoje está mais atento, mais observador e dúvido muito que se colocassemos numa prateleira produtos com marcas trocadas, teríamos um bom resultado do poder que cada uma tem sobre a a mente do consumidor.

Por exemplo: Fiz uma simulação aproveitando a nova campanha da Coca-Cola “Descubra a Sua Coca-Cola Zero”. Falarei sobre ela em outro post que estou escrevendo. Visualize a imagem abaixo

Simulação de comportamento de marca Pepsi x Coca-Cola

Mas vamos lá. Se hoje colocassemos uma Coca-Cola Zero na pratileira ou em freezers na rua para o consumidor, qual seria a reação? Gato por lebre? Não, cada uma tem seu valor, sua identidade… acredito que no mínimo o pessoal iria achar que era uma pegadinha do malandro.

Então o que digo sobre marcas forte se resume basicamente neste exemplo acima da Coca-Cola Zero. Consumimos o que fixamos em nossa mente, consumimos marcas que ativamente participam do mercado fazendo novas experiências com o consumidor.

As marcas hoje desmaterializam a economia mundial, antes vendíamos produtos, hoje vendemos símbolos visuais.


Olha o caso da Nike: o nome da marca começa com a letra “N” mas a marca não deixa de ser um “C” estilizado que visualmente falando dá impressão de um visto do “checklist”. A Nike é hoje uma das marcas mais consumidas no mundo e mais bem vistas por investidores, quem não gostaria de colocar essa “marquinha” estampada no seu negócio?


Olha também o caso da Apple, que com sua maçã mordida dominou o mundo. A Apple hoje é febre, quem não quer ter uma maçã dessas em casa ou no escritório?


E a marca da batata frita? mais uma marca bem consumida mundialmente e antiga. Os novos que chegam, já chegam consumindo história. A marca tem um marketing muito forte lá fora e aqui dentro do nosso país.


E o que falar da marca de uma esponja de aço? Qual a melhor característica de Bombril? se não existiesse a marca Bombril, será que chamariamos a esponja de aço de Bombril?

Em primeiro lugar, a grande característica da marca Bombril é o nome, sempre fácil de ler e diz o que é o produto, em segundo é o slogan criado pelo Roberto Ferreira (fundador da Bombril) e em terceiro é o próprio produto final que serve para mil e uma utilidades, muitos até usam para melhorar sintonia de televisão nas antenas de TV. E ai? Bombril é ou não é uma marca forte?

São muitas as marcas hoje que consumimos com frequência ou por impulso. Mas uma coisa eu digo, nada vale se não soubermos explorar uma marca forte ou uma nova marca. Não adianta o cliente investir R$ 10.000,00 20.000,00 numa marca e depois sentar na cadeira e esperar o resultado chegar. Uma marca criada é apenas ínicio de uma história, agora cabe ao profissional e a empresa contratante para dar páginas aos diversos capítulos.

Enfim, se eu formos falar de todas as marcas aqui, pode ficar cansativo ou não para alguns, mas é um conteúdo muito bacana e vale muito apena se aprofundar nos estudos das marcas e do design thinking, do branding e do UX Design “Melhorar a experiência do usuário”.

Estudar, renovar conhecimentos e vencer desafios é sempre uma tarefa de qualquer escritório de design. “O cliente também em algumas vezes nos ensina bastante” é bom atentar-se a tudo e não achar que porque é profissional que é o dono da razão.

Espero que tenham tido uma boa leitura e ter ajudado a esclarecer um pouco sobre o poder da marca na mente do consumidor final. E você? já tem uma marca forte para sua empresa? Faça um contato para que possamos analisar sua marca!